quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011



A tudo que me completa, me seduz, me deixa com as pernas bambas olhar sonhador, a tudo, que me atrai, me sufoca, e me faz transbordar em milhares de palavras sem nexos, mais repletas de significados..
ah todas as ruas pelas quais passei, aos sonhos que sonhei completo, e os que deixei pela metade, projetos inacabados e engavetados, para quando tiver tempo de sonhar de novo o mesmo sonho repetidas vezes, sem se tornar monotonos, ou inuteis, afinal sao meus, e como boa egoista, posso me dar ao luxo de resonhar.
ah todos os amores que nao foram capazes de durar, que perderam a beleza, o sabor, o cheiro de descobertar, e se tornaram apenas isto, ou quase esquecidos, mais ficaram, seja como for, em um cheiro, um lugar, um perfume, uma cançao, assim distante.
ah os amigos, que ficaram apesar da minha louca e cansante, inconstancia no pensar e agir,que apesar dos conselhos e minhas promessas de mudar, continuo a cometer erros, e a falhar,aos que foram apenas de estaçao, de um tempo, mas que tem um ou outro segredo meu, tolos talvez, mas que sao unicos meus.
para tanto apenas que minha vida nao seja sem valor, mais que seja tao especial quanto se apaixonar, pela milesima vez por quem esta ao nosso lado ,nem como ancora nem como asas, apenas presença, sutil, arrebatadora, e constante, balsamo, para minha bagunça sentimental, calma, e calma e tudo que preciso num dia cinzento, que afoba os nervos, me tira os pés da terra, gosto mesmo e de sol, calor, energia e cor, muita cor, pois a vida ja tem desamores demais para que eu me anule, e crie mais um casulo em torno de mim...
já tem pessoas frias, e que nao amam, para que eu precise fingir amor.. eu amo.. amo e grito esberro, o que for necessario para dizer o que sinto deve ser porisso que tantos se afastam, mais eu preciso e viver, sentir na pele, seja o frescor, seja o amar.. pele.. e deixa ir quem se incomodar eu sou assim mesmo amo por inteiro, vivo por inteiro..
ah mim por isso, por ser capaz de encarrar meus proprios defeitos e desvaneios e ainda ser feliz com isto...


Iasminny Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário