terça-feira, 29 de março de 2011

''because''




Porque você vem a mim,
Sem nada, exceto amor,
E leva-me pela mão e faz-me olhar mais alto,
Vejo um mundo mais amplo de esperança e alegria,
Porque você vem a mim.

Porque você fala comigo com doce voz,
Vejo as rosas despertarem aos meus pés,
E sou levado em meio a lágrimas de alegria até você,
Porque você fala comigo.

Porque Deus fez com que você fosse minha,
Eu te amarei
Na luz e na escuridão, por todas as épocas que virão,
E oro para que Seu amor faça nosso amor divino,
Porque Deus fez com que você fosse minha

sexta-feira, 25 de março de 2011


Se algum dia perder a memoria, sei de uma casa onde irei parar, o endereço, a sacada, e inumeras lembranças de um outro tempo.
Mas suponho, que seja lá que eu iria parar e ficar olhando e tentando entender por que as pessoas se perdem durante a vida
Com o passar dos dias se esquece o gosto das frutas da infancia,
Se esquece os sonhos,
os amores, que entre lagrimas e beijos se juraram eternos, mesmo que pelo breve espaço de se beijar,
daquelas juras, e cartas e flores,
É romance que entriga,
sufoca, e ameniza a vida,
ao saber que se foi amada,
e a casa de flores e sacada está lá como uma lembrança eterea do amor que nada apaga,
nao é um conto de fadas,
da plebeia e principe,
é a historia da menina, aquela dos meus sonhos,
só que esta historia, é unica,
e faz a menina chorar,nao restou muito, nao tem fotos, cartas,ninguem vai contar esta historia de amor, em forma de musica de ninar, ficou perdida, entre tantas que pareciam que ia durarar
mas nao durou, nao vingou,apenas passou, passou,
nas horas vagas, me pego relembrando da menina, segurando as lagrimas rabiscando desculpas que nunca foram entregues,
cantando uma cançao que só ela sabe o que significa, e hoje a menina, que nao é princesa,
nem tao pouco consegue definir, o que é real,
o que criou para viver melhor consigo mesma,
não coloco titulo nos meus textos porque a vida nao tem titulo,
nao tem legenda, e não tem definiçao,
do que vivi, do que sonhei,e das coisas que esperei que se tornasse real, talvez toda mulher espere, o principe
mas ninguem escreve sobre o depois do viveram felizes para sempre, a menina esqueceu o caminho, da casa, fugiu e quer voltar, se a encontrar perdida pela rua diga, que nao importa, o que levou a fuga, o que importa, e que sabe que viveu.. e aqui tem espaço, para mais uma que amou,sonhou, inventou um amor...o que real importa e que exista amores para se contar sobre eles, antes de dormir, acalentando o coraçao, e descansando os sonhos, no travesseiro molhado pelas lagrimas de quem se amou tanto, e não se fez eterno ao ser amado.

o desabafo.

Eu sempre estive aqui, essa sempre foi a sutil diferença, por mais que meus pés, nao permaneçam no chaõ, eu sempre estive aqui,parece não ser grande, mas estou aqui, vivo a vida de um modo simples, sem plateia, ou grandes realizações, mas faço valer, corro atras, quebro a cara, choro, mais trago uma alegria unica em viver as coisas simples da vida, a beleza está ai a capacidade de se viver, o que se possue é conquistado.
tenho 21 anos, parece incrivel, mas posso te contar minha historia, posso te falar sobre erros, perdas profundas, posso te dizer como é ser mãe , como é chorar, como é orar a 3 horas da madrugada implorando,'' DEUS VC CONSEGUE ME OUVIR, EU ESTOU SEM SAIDA, ME AJUDA''.
posso te dizer como é ser mulher, e ter os olhos de quem já sofreu dores profundas, nao fisicas mais emocionais. quem já ouviu e se calou tantas vezes.
hoje eu só preciso falar, quero gritar, e mesmo que ninguem ouça será suficiente para mim. pois eu consegui, com que tudo se tornasse palavras, nao sei ser sutil, eu sou assim mesmo, meto a cara,e digo, nao estou feliz, ta uma droga, foi de tanto tentar fazer dar certo, que me perdi, perdi o caminho, e to no fundo do fundo do que seria uma estima feminina, muitas mulheres tem crises.
mas por favor, me deixe partir, sem palavras, sem brigas, eu preciso respirar, eu mereço isso, por cada palavras ao longo do tempo que estivemos juntos, eu mereço, nao tem justificativa, tem motivos.
sempre disse que temos o que cuidamos, só permanece conosco, o que zelamos com afeto.
então amor tambem acaba?
a resposta é sim.
acaba, quando as brigas substitui os beijos.
a rotina como justificativa para a falta de romantismo.
a tanto que nos perdemos um do outro, perdemos o que um dia nos uniu, e nos levou ao altar. perdemos e não tem volta,confesso que tentei.
é assim,muitas mulheres, estão chorando em seus travesseiros,não consigo mais resignificar.
está faltando mais do que acrescentando.

passei por muitas fases, agora está e a fase de dividir em dois o que um dia insisti em fazer ser uma só alma, é meu amadurecimento pessoa, de ser capaz de caminhar a passos lentos, e sozinha, um momento meu.
por favor peço que respeite meu espaço, minha decisão.
esperei tanto,da mesma forma que deve ter esperado de mim.
desabando,as vezes sonho que to em uma montanha desabando no solo, caindo, caindo, e caindo e caindo.

segunda-feira, 21 de março de 2011

um dia voce aprende


A diferença, a sutil diferença entre dar a mãos e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa aprender que beijos não significam contrato e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de algum tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam. E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando, e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família, que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos, se compreendermos que amigos mudam, percebe que seu velho amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida, são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas aonde esta indo, mas se você não sabe onde esta indo qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados. Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute, quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que a mais de seus pais em você do que você suponha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dará o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.Aprende que o tempo não é algo que possa voltar atrás.Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar; que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!
Nossas dádivas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar.

“Você combinou de jantar com a namorada, está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre. Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente? Não sei de onde tiraram esta idéia: morrer. A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam para nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis. Qual é? Morrer é um clichê. Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira. Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu! Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por 1 rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã. Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo jeito. Isso é para ser levado a sério? Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero. E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça!”'

“Você diz que ama a chuva, mas você abre seu guarda-chuva quando chove.
Você diz que ama o sol, mas você procura um ponto de sombra quando o sol brilha.
Você diz que ama o vento, mas você fecha as janelas quando o vento sopra.
É por isso que eu tenho medo. Você também diz que me ama… “



Hoje eu tive uma das experiências mais fortes da minha vida.
Não havia nada além de um espelho e palavras que eu dizia pros outros,
mas tive que me dizer olhando nos olhos mais tristes que já tive.
Minha voz tava embargada, mas meu coração tinha certeza do que dizia.
Minha fisionomia mudou, e eu consegui gargalhar novamente,
por ser exatamente como quem estou me tornando.

Eu estava me fazendo muita falta.

"(..) Ela sabia que precisava dele. Pelo menos naquela noite chuvosa e sem grandes esperanças. Mas tinha medo da compulsão. De querer ele sempre e sempre e pra sempre. E amanhã e depois. E de dia, e tarde, de madrugada. E não saber digerir tanto amor e tanto amor acabar lhe fazendo mal. Só mais um pouquinho, pensou. Uma lasquinha. Pra dormir feliz. Amanhã era amanhã. Depois ela resolvia...".

"Eu sempre me apaixono por você. Todas as vezes que te vi, eu sempre me apaixonei por você".

“Saudade é não saber.
Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos,
não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento,
não saber como frear as lágrimas diante de uma música,
não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche".

“Passamos um pelo outro no corredor do sexto andar. Olhamos um nos olhos do outro. E desviamos o olhar acanhadamente, mas já capturados, presos ao que estava por vir. Não sei se você olhou para trás depois que saímos do mesmo horizonte. Eu estava aflita para ver o seu caminhar de costas, mas fui tomada por um formigamento e só continuei andando porque meu corpo me levava, mas a verdade é que estava paralisada, tomada por este sentimento que, por mais que tente, não consigo nomear. Levou algum tempo para que nos encontrássemos de novo.”



Os homens sempre desejam ser o primeiro amor de uma mulher, o que é uma vaidade tola. Já as mulheres são mais pragmáticas: o que elas desejam é ser o último romance de um homem.”


(Oscar Wilde)


Tudo vale a pena quando a alma não é pequena.

Fernando Pessoa

sexta-feira, 18 de março de 2011


Nada em mim foi covarde, nem mesmo as desistências: desistir, ainda que não pareça, foi meu grande gesto de coragem.

Caio Fernando Abreu

Nosso Jardim




'' Vontade de transformar, mudar, reter, criar, melhorar, fazer metas, colorir o mundo, com charme, bondade fé e muito amor, para que as pessoas parem de olhar com destem para o que possuem, e continuar achando pouco, a grama do meu vizinho pode ate ser mais verde, mas e daí significa apenas que ele cuidou melhor,

Um dos nossos maiores erros, e destenhar, tanto do que possuimos, tanto que acabamos deixando enferrujar, estragar, mofar, coisas, que ainda tem valor, posso ser mesmo apegada, mas sempre acho que tudo dá para passar mais uma mão de tinta,.

Assim são nossos relacionamentos, detesto pensar que pessoas são como objetos, que quando não, tem o mesmo desenvolvimento do inicio, fazemos as malas, invetamos mil desculpas, eu te amo forjados e cinicos, e despaichamos, pelo correio, na rodoviaria, ou mesmo deixamos em um lugar qualquer, e nao tem nada que conserte as marcas que deixam o abandono, mais ai lá vai a pessoa para a terapia, pro telefone falar com as amigas, e lamentar, e com o tempo, se cicatriza, até o proximo despaiche via sedex.

Sim, é claro, tem casos e casos, generalizar, nao faz de mim uma grande entendedora do assunto, mas, ainda acredito naquele velho e bom,'' quem ama cuida'', como boa romantica, tenho aqui minha longa lista, do que é necessario fazer para manter, aquele sorriso meio sexy, que só quem e amado sabe ter, adoro surpresas, isto é fato, e nao muda, surprender e a alma do amor, isto para quem prefere livros, flores, um bom jantar, e namoro e claro, afinal, somos seres que necessitam amar, no bom e chucro portugues tenho aqui umas frases para este tipo de amar, mas como o texto e sobre amor romantico e seus cuidados, mantenho falando, que mater-se apaixonado depois de toda a descoberta nao e facil, afinal, já se conhece tudo, mas amar, e se reiventar, e nada melhor do que descobrir se apaixonado novamente, por quem está ao nosso lado, afinal, muitos tentam se fazer serem amados, mas poucos se esforçam em amar o outro, e assim que vejo,e sinto hoje,o que possuimos e o que importa, e por favor, nao despache o amor, nada como uma tinta de boa qualidade, e melhor agora, do que deixar se tornar rotina sufocante e convivencia.cuidar do proprio jardim ainda e a melhor opçao que cubiçar o jardim do vizinho''

Iasminny martins



Eu ...

Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho,e desta sorte
Sou a crucificada ... a dolorida ...

Sombra de névoa tênue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!...

Sou aquela que passa e ninguém vê...
Sou a que chamam triste sem o ser...
Sou a que chora sem saber porquê...

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou!

Florbela Espanca

Você Vai Lembrar De Mim

Milton Guedes

Quando eu te vejo
Espero teu beijo
Não sinto vergonha
Apenas desejo

Minha boca encosta
Em tua boca que treme
Meus olhos eu fecho
Mas os teus estão abertos

Tudo bem se não deu certo
Eu achei que nós chegamos tão perto
Mas agora com certeza eu enxergo
Que no fim eu amei por nós dois

Esse foi um beijo de despedida
Que se dá uma vez só na vida
Explica tudo, sem brigas
E clareia o mais escuro dos dias

Tudo bem se não deu certo
Eu achei que nós chegamos tão perto
Mas agora com certeza eu enxergo
Que no fim eu amei por nós dois

Mas você lembra!

terça-feira, 15 de março de 2011


''Cartas de amor são escritas não para dar notícias, não para contar nada, mas para que mãos separadas se toquem ao tocarem a mesma folha de papel.''

Rubem Alves




achei lindo, de uma sensibilidade unica,e cartas serao sempre cartas.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Para os amigos



Sabe aquele dia que voce tem vontade de dizer a todos os que estao do teu lado, puts e tao bom ter vc por aqui, do meu lado, nem precisa dizer nada, nem contar segredos, mas simplesmente esteja aqui, por perto no caso de precisar certificar que esta bem, e por favor, seja gentil comigo, sou sentimental, bom dia , boa tarde, já e o bastante,

A rotina sufocante dos dias faz com esqueçamos, que quem esta aqui, tem um valor inigualavel, e pessoas sao insubstituiveis, nao importa mesmo se nos vemos todos os dias, se nos vemos casualmente, ou se faz anos que nao trocamos algumas palavras, em algum momento dividimos alguma alegria, amizade, afeto, amor, ou meramente um convivio social basico. mas assim mesmo, nao tem como preencher espaço de pessoas.

E elas se vão, e essa sensaçao que estou tendo, de que quando elas se vão, não sobra tempo para as palavras, e fica somente o que já tinha sio dito antes, o silencio, e a saudade, e essa nao tem espaço para colocar, nao cabe nos albuns de fotografia, nas cancoes, saudade nao se deixa em casa, e nao tem como levar pro asilo e deixar lá, saudade é nossa, e quem sente e que cuida e alimenta, com boas doses de lembranças saudosistas de momentos, sem querer parecer cliche, nao voltam.

Assim é a vida, todos os dias pessoas nascem, pessoas se vão, pessoas escrevem sobre isso que estou escrevendo, e pessoas choram silenciosamente suas perdas.

E pessoas sentimentais como eu escrevem textos enormes... rsrsrs para dizer. obrigada, por fazer parte da minha vida,

Nao preencho espaços, nao conto amigos em forma de numeros, conto amigos que já me abraçaram, que já marcharam comigo no colegio, já me viram rir, chorar, viram meus momentos felizes, já simplesmente ficaram ao meu lado sem dizer nada ou dizendo muito, aos amigos que dividem o sonho de se tornar psicologo, aos que dividem comigo a mesma fé, apesar de nao estar firme, tem verdades que são eternas, aos amigos que conquistei, que me conhecem, sabem dos meus inumeros defeitos e da grande paixao pela vida, minha garra em querer e ir a luta.

a esses mil beijos.... todo meu afeto...meu amor...

hoje estou sentimental demais..

mas a vida e isso...

só somos realmente, o que conseguimos conquistar com amor, carisma, fé, dedicaçao,

somos os amigos...
somos a junçao do aprendizado, que conseguimos levar da vida.
iasminny martins

quinta-feira, 10 de março de 2011

Deixe


Deixe-me aqui, com meus pensamentos, minha dor, sem explicaçao que eu possa te oferecer no momento, eu sei o motivo, mas me reservo, um pouco de nao querer dizer, pra que dizer que a dor nao vai passar com um simples abraço, ou um vai ficar tudo bem, nao estou nos meus melhores dias, e por favor deixe me chorar, e me resevo o direito de chorar minha dor, por nao ser suficiente, que eu nao seja mesmo, assim posso mudar, transformar, pintar, trocar de pele, de rua, de musica, só nao dá para sentar e esperar a vida dar as suas tantas voltas, minha paciencia e curta para esperar sentada, enquanto vejo todo o sentimento se tornar descartavel, como produto de supermecado, fruta que perde sabor, me entristece pensar que no fim, no fim mesmo de tudo, tem dor, lagrimas, arependimentos, e inumeras desculpas antes de dizer, seu prazo de validade acabou, como se dizendo isto amenizase, o fim.
acho que consegui reunir em mim todos os defeitos que aterrorizam os homens, mais e o que sei ser, assim que sou, e isto afasta,assusta e nao tem como refazer erros passados, a vida segue seu curso, e encontramos tantas pessoas pelo percurso, que vamos deixando, um pouco de nos, acho que e isso que me entristeceu hoje, mas o motivo real, vou deixar pro travesseiro,
deixe eu ser dor por hoje,
alegria, euforia, amor,
deixe eu ser essencia pra voce,
deixe que eu seja sua força,
deixe que eu seja eu mesma,
talvez fique tudo bem,
as vezes nao é preciso dizer nada, nem ouvir,
apenas sentir,
e se nao for pedir muito, fique por perto...
e
deixe
que a brisa que entra pela noite, acalme a mim e minha dor...
e que pela mesma janela venha o sol e aqueça o novo dia...

quinta-feira, 3 de março de 2011


''Para. Repara, tente ver a sua cara
Contemple esse momento é coisa rara
Uma emoção assim só se compara
À tudo que nós já passamos juntos

Preciso tanto aproveitar você
Beijar teus olhos, olhar tua boca''

quarta-feira, 2 de março de 2011

a menina

,

hoje sonhei que era menina de novo.
foi tao bom, me ver ali, mesmo que tao fragil, era forte decidida e impulsiva, arrastava sonhos, e amores, e me vi suspirando pelos cantos, rabiscando velhos diarios, que hoje sao poeira que levaram a menina, os amores e deixaram esta mulher, que me parece ainda mais fragil, mas que vive, e vai deixando, exige pouco, mas aprendeu.. tanto e tem tantas cicatrizes, mesmo que outros nao vejam as marcas, estao aqui, expostas, e ao menor das lembranças revive a menina, aquela do sonho de ontem a noite, aquela que cresceu, que teve que amadurecer com a necessidade de cuidar de outra pessoa...
mas nas horas que sobram para mim ainda converso sozinha, me permito, nao ser grande...leio um livro, rabisco coisas sobre mim, uma exposiçao, mais que faz com que eu entenda o turbilhao que passa pela minha cabeça...
no fim a menina ainda esteja viva, apenas dormindo um sono profundo.. e sonhando em ser mulher, ela e que nao sabe como é ser grande...
ser grande, requer mais que coragem, requer força..
mas tem suas recompensa...
a beleza, parece superfulo, mas a maturidade me trouxe a capacidade de me achar bela, capaz de mover o mundo, e garra para realizar....
a menina era um tanto medrosa, inquieta,nao sabia aonde queria chegar....
sou uma mistura, dos anos que passaram, e do hoje, longo, rotineiro,
mas se encontrar na rua a menina, avisa, que tem um longo, tao distante mas que pode chamar de seu lar, desabrigada, fugiu de casa,e descobriu que quer voltar, ficar sentada na varanda vendo a vida passar.
''Devo, entretanto, avisar que não pretendo te esquecer nem deixar você em paz.


Pode correr,


pode fugir,


que vou em busca de você,


onde estiver.




Cancelarei compromissos, emendarei feriados, mas tenho certeza de que te encontrarei de novo.
Nem que seja por
um só segundo.


Quem sabe, então, quando estivermos frente a frente, verei que você não se foi em vão, que foi porque tinha mesmo de ir, passando em silêncio como o tempo deve passar.


E que, na sua falta, não o terei perdido, porém
eternizado.''
''Eu não espero que você seja o-grande-amor-da-minha-vida, parei de acreditar nisso na quinta série.


(. . . )


É só que dessa vez eu queria muito que fosse diferente. Dessa vez, com você, eu queria que desse certo. ''
''Eu sou os livros que leio, os lugares que conheço, as pessoas que amo.
Eu sou as orações que faço, as cartas que recebo, os sonhos que tenho.
Eu sou as decepções por que passei, as pessoas que perdi, as dificuldades que superei.
Eu sou as coisas que descobri, as lições que aprendi, os amigos que encontrei.
Eu sou os pedaços de mim que levaram, os pedaços de alguns que ficaram, as memórias que trago.
Eu sou as cores que gosto, os perfumes que uso, as músicas que ouço.
Eu sou os beijos que dei, sou aquilo que deixei e aquilo que escolhi.
Eu sou cada sorriso que abri, cada lágrima que caiu, cada vez que menti.
Eu sou cada um dos meus erros, cada perdão que não soube dar, cada palavra que calei.
Eu sou cada conquista alcançada, cada emoção controlada, cada laço que criei.
Eu sou cada promessa cumprida, cada calúnia sofrida, a indiferença que se formou.
Eu sou o braço que poucas vezes torceu, a mão que muitas outras se estendeu, a boca que não se calou.
Eu sou as lembranças que tenho, os objetivos que traço, as mudanças que sofrerei.
Eu sou a infância que tive, sou a fé que carrego e o destino que reinventei."






(autor desconhecido)