quarta-feira, 27 de junho de 2012

Nosso cotidiano na era digital



Hoje tive saudade do tempo que minha única preocupação era  encontrar dentro do meu quarto bagunçado o bibico na hora de ir pro colégio as 6 da manhã, , e todo dia era uma confusão em casa, casa essa que morava 4 garotas, hoje cada uma tomou seu rumo e foi viver suas vidas, brigávamos muito mais gostávamos umas das outras como tinha de ser, então eu ia pro colégio, pegava todos os dias o mesmo ônibus , e minha diversão era imaginar a vida daquelas pessoas que eu via todos os dias, imaginava o que pensava, para onde iam, se eram felizes, e se eram amadas, hoje na minha vida corrida,  paro  pra pensar em como os outros trilhões de pessoas que estão no mundo vivem, pensam, e amam, e porque existe tantas formas diferentes de se amar, de ser feliz, e ter um dia bom, a vida é tão corrida que tem dias que é necessario respirar fundo para que a vida entre nos eixos.

Naquela época eu nem tinha computador, não vivia na era digital, e das redes sociais, tá são somente uns 7 anos atrás, mas mesmo assim muita coisa mudou, hoje todos expõem suas vidas, e nem preciso imaginar como é, mais a exposição penso eu, que é um tanto mascarada, expomos tanto, e as vezes estamos tão sozinhos do outro lado, são figuras, imagens falando tanto de amor, e escondendo a nossa incapacidade de dizer ao outro, puxa você está linda hoje, incapacidade de dizer bom dia ao vizinho da casa ao lado, estamos na era digital em que todos dizem que se ‘’curtem’’  mais perderam o contato com o outro, o estar junto, o rir junto, o toque, o dizer mesmo como  se sentem.

As pessoas passam por aqui , lêem meus textos, e eu fico imaginando como são suas vidas, imagino quem amam, como se sentem e se são felizes, como eu fazia a tantos tempo atrás quando me sentava no ônibus para ir para o colégio.

E nessa época  atual de tanta informação de fácil acesso, só ficou difícil mesmo viver a vida de modo que possa se desligar tudo, o celular, o PC, o email, o facebook, e os outros tantos meios de comunicação que nos deixam tão próximos e tão distantes dos outras pessoas, que podem estar ao nosso lado, e de alguma forma só esperam um pouco de gentileza e um contato mais humano e menos digital.

Não sou contra a era digital, mais é que hoje senti falta de uma outra época, em que era o teatro que movia a minha vida, a paixão pelo palco, só lembranças mesmo. Saudades da menina sonhadora, saudade de quando meus amigos eram mais reais e menos virtuais.
Ta faltando mais bom dia, boa tarde, como foi seu dia,faltando quem nós veja e nos sinta verdadeiramente, faltando cartas com cheiro, fotos em albuns para se guardar, faltando bilhetes, papel, canetas coloridas, faltando serenatas e flores, e romance mesmo, mãos dadas, e supresas que nós façam lembrar que estamos vivos e respiramos ar puro lá fora, e não dentro de casa sentados em frente ao pc, como estou nesse exato momento com umas 5 janelas da internet aberta.
Faltando mais janelas verdadeiras,  daquelas que debruçamos para ver a vida passar, simples assim.
 falta inspiração e sonhos bons e dormir uma noite inteira, e descansar, e correr menos, para se chegar nem me lembro onde mesmo, que eu queria chegar.
 faltando mais vida na vida da gente.

terça-feira, 26 de junho de 2012

O amor que não me veio



Estou perambulando á anos, em busca de um não sei o que, que preencha o vazio e complete algumas lacunas.


 

Perambulando a passos lentos e ás vezes correndo, tentando encontrar braços que acalme, e abraço que sossegue toda a essa crise que chamo de vida.


 

E nessa solidão, nessas colchas reviradas, e olhares vazios e desesperados, busco o amor que não me veio.


 

Que não me esquenta em dias frios, e não preenche os portas retratos da minha estante..


 

Eu poderia me apaixonar pelo teu TU, pela sua dança suave, mas seus pés nunca acompanhou os meus passos, e o teu suave me parece tão distante, como a moça do espelho que vejo todas as manhas e que a tempos não me sorri..


 

E ainda olho a cada novo rosto, esperando que a vida me faça surpresas, e me traga alguns sorrisos e que as lagrimas só sejam do estar felizes em estar juntos.

Dias como hoje

Tem dias que sinto falta, tem dias que sinto saudade, daquelas que aperta tão forte que consigo escutar suas risadas, e tem dias como hoje que não sinto nada.
Apenas o vazio que ficou aqui em mim.
Sabe seu moço, de tanto tentar provar que existia o amor, sentimentos genuinos, e coisa e tal e podia Ser nos dois, eu cansei simples assim.
E ai tem dias como hoje tem o vazio, só o vazio, e mais nada.

Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas. Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silencio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove. E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.

    

segunda-feira, 25 de junho de 2012

"Uma mulher não quer que o homem fique perguntando a toda hora o que ela quer.
Ela não quer ser definida, mas compreendida.
(...) Ela deseja que o homem avinhe seu desejo.
(...) Que a paixão seja inventada, em vez de datilografada, em sinais e segunda via.
(...) O que uma mulher quer é uma piada que a faça rir bonita, não uma piada que a faça rir de qualquer jeito.
(...) Ela quer falar com as amigas o que um homem não sabe ouvir.
Ela não quer que o homem mude de assunto porque não lhe interessa.
Quer que o homem entenda que nem sempre ele é o seu assunto preferido.
(...) Uma mulher quer percorrer a saudade, e não a abandonar.
(...) Quer ser perfeita dentro de suas imperfeições, detalhista em suas expedições pelas sobrancelhas.
(...) Quer que a janela se incline como um girassol.
Quer ir vivendo o que não entende.
(...) Uma mulher quer descer do mundo em movimento.
(...) Que seja legível como um pássaro no escuro, um rio escuro, uma fruta na água.
Uma mulher quer se sentir pressentida ao andar de costas, nunca chamada ou assobiada.
Uma mulher quer descansar com afeto, sem intenções outras, ter os cabelos alisados e um colo, para perdoar o dia.
(...) Ela quer descobrir o que a vida quer dela nem tarde ou cedo demais.
Ela quer que o homem feche as antigas relações e os frascos no banheiro.
Uma mulher não quer que o homem fale por ela, como eu tentei fazer".

"Você tem medo de se apaixonar e não prever o que poderá sumir, o que poderá desaparecer. Medo de se roubar para dar a ele, de ser roubada e pedir de volta. Medo de que ele seja um canalha, medo de que seja um poeta, medo de que seja amoroso, medo de que seja pilantra, incerta do que realmente quer - talvez todos em um único homem, todos um pouco por dia. Medo do imprevisível que foi planejado. Medo de que ele morda os lábios e prove o seu sangue".

“Não existe amor errado. Existe somente amor que não se convenceu.
(...) Não concordo com o hábito de ser pessimista para não sofrer depois. O pessimista sofre duas vezes, antecipando e cumprindo. O otimista, no máximo, sofre uma única vez. E nem sempre se aprende com o sofrimento. Já vi gente que sofre barbaridade e não muda nada. Sofre e termina mais egoísta, mais cético, mais isolado, mais frio. Pode-se aprender com alegria, não? A alegria ensina, ainda mais depois das dificuldades.
(...) O amor é insaciável. Quanto mais obtém mais quer. Diferente da amizade que não aposta alto e se contenta em proteger o que obteve em vida. A amizade larga a roleta ao empenhar um único lance. O amor não. O amor se endivida até pedir falência. O amor tem uma fome obscena, pois devora a própria memória se necessário, devora a própria imaginação se preciso.”

Depois que a luz se apaga, e se faz silencio pela casa, penso em você






Você quer saber a verdade, estou perdida, é perdida, fico aqui olhando o espaço e me fazendo todas as perguntas que a gente faz quando o tempo está passando e você ta ficando ao relento. 
Porque meus relacionamentos fracassam, porques e por ques sem respostas, mais nas entrelinhas do meu pensamento, eu sei as respostas.
Porque será que está tudo do lado do avesso,
Daí eu junto tudo enfio na mochila e vou andando por ai sem destino, é a única coisa  que faz eu ainda sentir que to   no mundo  é quando o vento corre no meu rosto.
Vou andando errada, porque depositei o melhor de mim, em quem nunca vai estar preparado para ter a melhor parte de mim, essa parte que só precisa de carinho, muitos beijos e conversas tolas sobre sentimentos, sobre o tempo lá fora, se vai chover, fazer frio, se tem alguma coisa na geladeira pra eu cozinhar, e se a temperatura do chuveiro está do jeito que eu gosto. 
Andei pensando talvez eu nem seja tão complicada assim, às vezes o simples assusta, mas que as garotas malhadas, mais sem conteúdo, as garotas que andam na moda, enquanto eu ando por ai na minha moto velha, com os meus jeans desbotados, meus mil sonhos pro futuro, com meus gostos de musica, e meus mil apegos, meus tantos querer, talvez isso também assuste, porque se eu ficar, vou ocupar todo o espaço, pode ter certeza, que vou encher a casa com as minhas tranqueiras coloridas , porque só sei  ser assim, e se não for assim, eu já tenho casa.
Por que não precisa ter explicação certa, eu aqui vou me entendendo, e estou querendo alguém que seja capaz de ser meu aconchego, e me mimar, como eu preciso me sentir única, e não quero ser metade de nada, sobra de nada, ultima opção de ninguém, cara eu sou linda, e inteligente, e vou longe porque eu corro atrás. 
Eu malho como as garotas que os caras acham gostosas, mais eu quero chegar longe não pelas minhas pernas, quero chegar com meus pensamentos, com minhas idéias e minha forma de ver o mundo, minha capacidade de enxergar capacidades nas pessoas, pela beleza que consigo ver na feiúra do mundo, e das pessoas que estão perdidas como você está, porque solidão e quando você tem todos e no fim não tem ninguém para segurar sua mão. 
E eu posso chegar lá sozinha, ou posso chegar contigo, tudo depende do quanto isso vai me  custar, e quanto de mim isso vai levar, tenho mesmo é medo de ter que juntar os cacos que podem ficar depois que voce se for, porque estamos sempre de partida, e partir me deixa mais perdida do quando cheguei aqui.


''Eu sei que sou exatamente o que 98% dos homens não gosta ou não sabe gostar. Eu falo o que penso, abro as portas da minha casa, da minha vida, da minha alma, dos meus medos. Basta eu ver um sinal de luz recíproca no final do túnel que mando minhas zilhões de luzes e cego todo o mundo. Sou demais. Ninguém entende nada. E eles adoram uma sonsa. Adoram. Mas dane-se. Um dia um louco, direto do planeta dos 2% de homens, vai aparecer''.

É triste saber que falta alguma coisa e saber que não dá pra comprar, substituir, esquecer, implorar. É triste lembrar como eu ria com ele. Mas amor, você sabe, amor não se pede".

Simples assim


Mais bom dia, boa tarde e boa noite. Mais educação. Mais com licença, de nada, me desculpa, obrigada, por favor. Mais livros. E mais leitores. Mais cheirinho de casa limpa e roupa nova. Mais feriado. Mais dias de sol e vento no rosto. Mais outono e primavera. Mais namoro. Mais mãos dadas. Mais abraços acolhedores. Mais conforto. Mais carinho nas costas. Mais massagem nos pés.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

então vá


Se faltar palavras, que tenha abraços,
Se sobrar silencio, que tenha nossos olhos dizendo as verdades que precisamos saber,
Se nada der certo que ainda exista o seu cheiro e o meu cheiro em algum canto da casa,pra lembrar o quanto valeu, é que sim, existiu nos dois juntos ocupando o mesmo abraço.

7.500 visitações obrigada a todos que por aqui passam




Olá para os  que visitam o 2 de novembro, esse pequeno blog de cronicas longas, de textos meio dramáticos e um tanto triste que escrevo, então andei pensando em mudar um pouco o formato do blog, porque normalmente só coloco textos, ou meus, ou de autores que gosto, acompanhado de figuras, o blog está com 7.500 vizualizações, mais no entanto poucos comentários, pensando nesse fato de que as pessoas só lêem mais não comentam se gostaram, se o texto as fez pensar na vida, pensar em quem gosta e as fazem bem, por isso estou pensando em um novo formato de postagens, e algumas novidades, espero que  agrade os visitantes do 2 de novembro, que é sinceramente a minha casa, onde venho descansar do dia a dia, e aliviar os pensamentos que ficam vagando por minha cabeça durante todo o dia...
Agradeço sinceramente todas as visitas ao 2 de novembro,
sejam bem vindos, a casa é pequena mais cheia de amor e dedicação..
e obrigado aos 7.500 que passaram por aqui, é uma honra recebe-los  e aguardem novidades..



E quando você me cansa eu enfio a minha cabeça no fortinho do seu peito, eu que sempre odiei os malhados, e peço a Deus para que eu nunca desista de te odiar tanto assim, porque não pode existir ódio mais cheio de borboletas, notas musicais e passarinhos azuis. Eu quero sim te matar, porque você tem uma mania surda de responder todas as minhas perguntas com um "ãhhh?" enjoado, e eu quero te socar porque você já descobriu tudo o que me irrita e gosta de me ver assim. Mas quando qualquer outra coisa no mundo me irrita, eu lembro que eu tenho você pra me fazer sentir essa raiva nossa de sitcom inteligente. Não somos um casal melado, mas duvido que tenha alguém que duvide do nosso amor. Quer dizer, a gente duvida, mas a gente é louco. E o homem perfeito teria a maior paciência do mundo em me curar dessa loucura, e você tem a maior paciência do mundo em aumentar a minha loucura. Mas eu preciso da minha loucura para escrever coisas geniais e ganhar dinheiro com isso. E sustentar você que, apesar de ganhar bem, é um vagabundo que dorme demais e quer largar tudo para morar na praia. O homem perfeito não é um boa-vida não, mas certamente eu o trairia com você. E sua cara de sonso despretensioso para a vida, enquanto eu coleciono rugas, berros e inchaços. A sua cara de que "não é comigo" vai muito bem com a minha máscara da agressividade que acredita que tudo é comigo. (...) É cansativo viver sem vírgulas porque eu respiro a sua existência 24 horas por dia, e só coloco vírgulas teatrais para você não enjoar de mim. Te amar não é fácil, é quase o anti-amor. É muito quase como se você nem existisse, porque só o homem perfeito mereceria tanto sentimento. E eu te anulo o tempo todo dizendo para mim, repetindo para mim, o quanto você falha, o quanto você fraqueja, o quanto você se engana. E fazendo isso, eu só consigo te amar mais ainda. Porque você enterrou meu sonho aprisionado pela perfeição e me libertou para vivê-lo. E a gente vai por aí, se completando assim meio torto mesmo. E Deus escrevendo certo pelas nossas linhas que se não fossem tão tortas, não teriam se cruzado.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Beijo..


Aos beijos que distribuímos ao longo da vida, os beijos que não demos,aos beijos na chuva, no cinema, no portão de casa, aos beijos que marcam toda estoria de amor, aqueles beijos de reencontro, beijo de despedida, beijar é contar segredos que só o outro pode decifrar.
beijar é acalmar o turbilhão de emoções.
é o roçar suaves dos lábios.
beijar  é ser presente, instante, momento.
beijar é tocar, é demostrar o que sentimos.
beijo é intimidade  que desfrutamos.
beijos nunca são os mesmo, são sempre diferentes e únicos.
beijar é ser por uma fração de segundo aconchego, luxuria, alegria, tudo em dois lábios que se unem.
beijar é ânsia, é desejo, é calor, e calmaria, suspiro, respiro, é um breve fechar de olhos, é um aconchego no corpo do outro.
beijos contam sobre nós, e nos contamos sobre os beijos marcantes, de pessoas marcantes, de momentos marcantes, que controem nossa historia, fazem parte de nós.
beijos não são contratos de amor eterno, nem tão pouco acho que deve ser banalizado.
quem beija, quer algo, mesmo que seja, estar junto.
beijamos, e aquecemos o turbilhão de emoções que permeiam nossos sentimentos de solidão
aquieta as  nossas duvidas.
sou uma romântica incurável.
beijo é simbolo, são lembranças nossas, de momentos felizes, instantes e pessoas.
aos que beijam muitas pessoas durante a vida, e  os que beijam muito a mesma pessoa.
o beijo é um preludio, é descoberta, é sensacões que sentimos e sensações que despertamos no outro, é um desejo incontrolavel, de estar junto, ali naquele espaço entre um abraço e um beijo.
é tambem simplesmente beijar.
tão complexo, e tão singelo, como beijo...




Talvez nossa historia dure algumas semanas, alguns meses, ou dure uma vida toda, talvez eu passe por você no supermercado daqui a 2 anos, e você me sorria, eu te olhe e sorria também, sua nova garota te pergunte quem é, e você responda simplesmente, alguém que conheci a muitos anos atrás.

Talvez eu te veja amanha , e conversemos pela ultima vez.

E talvez hoje ao voltar para casa você conheça o amor da sua vida, aquela que ira balançar todo o teu mundo..

Talvez você acorde de madrugada e pense em mim, pense em me ligar, mais tem medo de se envolver de mais..

Talvez tudo aconteça com nós dois, e mesmo assim a gente não fique junto..

Ou talvez apesar de todos os tropeços, a gente encontre um jeito de fazer do nosso modo tudo se encaixar do jeito certo, e a gente dance valsa junto, brinde nas nossas bodas de ouro, tenha bichos de estimação, viaje juntos pelo mundo,e seja feliz juntos.

Ou talvez seja tudo ilusão e a gente se encontre mesmo no supermecado..

Acho que seu nome seria coisa rara


Amor a primeira vista?
Alma gêmea?
Encontro marcado?
Não acredito em nada desse tipo.
Mas acredito no reconhecimento silencioso e intuitivo de almas afins, de amores especiais.
Comunicação outra, re-conhecimento de intensidades e semelhanças.
O corpo reage, você sente.
A lógica não alcança e a palavra não traduz.
Você não compreende, mas você sabe.
Você sabe que está diante da pessoa certa quando você encontra paz no abraço do outro,
Quando o outro te abraça e os sons a sua volta diminuem, quando você é invadida por uma rara sensação de calor, paz e silêncio, então você sabe, você tem um amor.
Ela é tão eu e eu tão ela que quando ela vai embora sinto falta de mim!
Eu não acredito em amor, mas acredito em nós dois e na forma como você faz alegre meus dias. Nunca quis pensar no que seria, ou em um amanhã, e dessa impossibilidade vi nascer isso que não tem nome, mas é bacana, livre, gostoso e é nosso. Eu, que te conheço ...de uma forma que não entendo, te sinto pelo avesso. Eu sei quem você é. Tudo em ti me interessa, tuas falhas, tua solidão, teus enganos e tua ira. E esse menino que mora em ti, que adora me roubar sorrisos e de quem eu gosto muito. Esse menino que guarda uma tristeza escondida, que quase ninguém vê, que tem uma mão que fere e a outra que acarinha. Eu gosto de abraçá-lo. Eu que sempre pude ser inteira ao teu lado, gosto de fazer do teu desejo o meu prazer; do meu corpo o teu gozo; do que falo, teu falo e teu beijo. Eu que gosto tanto da tua orelha, e da forma como de leve você muda o tom da voz para mentir, gosto mais ainda de como juntos ou separados torcemos um pelo outro, e gosto muito, mas muito das tuas pernas, você sabe e de uma coisa que só gosto em você, em mais ninguém. E o melhor é que nos interessamos e nos desinteressamos um pelo outro, quase sempre ao mesmo tempo, o que facilita e alivia. Eu, que sei tudo isso, nunca me permiti nada além de uma certa nostalgia por ter chegado tarde demais na tua vida, por que acho mesmo que teríamos sido um casal e tanto, dois iguais,olho no olho, muitas loucuras, amor no carro, viagens para Paris e New Orleans, e você leria nu para mim e eu te dedicaria meus livros. Mas nada disso chega a doer de verdade, por que a vida é hoje e sabes bem que não lamento e quase nunca penso nisso. Por que de alguma forma estamos um para o outro, no agora, do nosso jeito. Eu que adoro tua urgência quando sentes meu cheiro, não sei dar nome ao que temos. Como se chamam as relações que são leves, intensas, francas e duras, mas nem por isso menos doces? Que nome dar a um afeto que vive por dia, que não espera ou cobra, que é espelho e estrada, que não teme partida e celebra a chegada? Acho que seu nome seria coisa rara. Eu que te minto muito pouco, mas não altero o tom da voz quando faço isso, também gosto de você e ponto,e mais um ponto e outro mais.

terça-feira, 12 de junho de 2012

Ao dia dos namorados

Ao dia que tiramos para dar flores, distribuir beijos, e dizer palavras gentis,são  musicas e cartas que agregam este dia.
por eu poder dizer que te amo, que amadureci contigo,
por eu poder te cobrir a noite, e repousar ao teu lado todos os dias e ainda ao acordar te sorrir e saber que o que realmente importa é que estamos lado a lado.
amar mesmo depois de alguns anos ainda achar beleza, nos gesto singelos de cuidar,
amar é deixar recados, é cantar desafinado a musica do inicio de namoro.
é dedicar tardes, para que esse amor seja alimentado...
amar é beijo, e beija por que se quer bem,
é encontrar motivos, e finitas razões para se estar perto,
amar é estado de graça, é encher a vida de alegria, é continuar enamorados, ao longo dos anos.
amor é o que sinto quanto escrevo este texto, e quando fecho os olhos e penso em quem amo.
namora é contar segredos, que somente quem é amado pode saber decifrar, namoro  é sorrir de si.
namorar é dividir com o outro o melhor de si.
e amor mesmo distribuímos, nos doamos, doamos a melhor parte de nós e escancaramos os defeitos, por que quem ama ,ama por inteiro, não ama metades, e não ama ilusão do perfeito.
pois é amor sem faixada de neon, sem estardalhaços e confusões, é amor diário, regado a boas risadas, boas musicas, e noites de amor, com magica,  a magia que depositamos na relação.
é a coberta que te cubro a noite, os pratos que você lava depois do jantar, é também as longas filas ao longo da vida, a fila do pão na padaria, e a fila das contas, é  o somado o dividido, é o nosso, o meu o seu, e o que  é somente do nosso amor.
que este dia seja repleto deste amor singelo, e que não deixemos apagar a fagulha deste amor romântico.
Que seja romance todos os dias, seja telefonema de madrugada, sms no meio da tarde pra dizer que senti falta do cheiro, do beijo, do abraço. da voz rouca, ta voz cansada.
o amor é a junção disto, daquilo do que sonhamos juntos, é a cama que desarrumamos juntos, e os sorrisos que só a gente sabe dizer, eu conheço seus muitos sorrisos, suas manias e sua forma despretensiosa de levar a vida, por isso que você é meu, e eu sou sua, simples assim.

terça-feira, 5 de junho de 2012

A bela e o burro




Ontem depois que você foi embora confesso que fiquei triste como sempre.

Mas, pela primeira vez, triste por você. Fico me perguntando que outra mulher ouviria os maiores absurdos como eu, e, ainda assim, não deixaria de olhar pra você e ver um homem maravilhoso.

Que outra mulher te veria além da sua casca? Você não entende que está perdendo o paladar para o que a vida tem de verdadeiro e bom. É tanta comida estragada, plastificada e sem sal, que você está perdendo o paladar para mulheres como eu. E você não sabe como vale a pena gostar de alguém e acordar ao lado dessa pessoa, ouvindo ela respirar quietinha enquanto dorme, linda. E quando você dorme quietinho assim, eu sei que, apesar de eu não abalar sua vida em nada, você precisa de mim.

Você não sabe como isso é infinitamente melhor do que acordar com essa ressaca de coisas erradas e vazias. Ou sozinho e desesperado pra que algum amigo reafirme que o seu dia valerá a pena. Ou com alguma garotinha boba que vai namorar sua casca. A casca que você também odeia e usa justamente para testar as pessoas “quem gostar de mim não serve pra mim”.

E eu tenho vontade de segurar seu rosto e ordenar que você seja esperto e jamais me perca e seja feliz. E entenda que temos tudo o que duas pessoas precisam para ser feliz. A gente dá muitas risadas juntos. A gente admira o outro desde o dedinho do pé até onde cada um chegou sozinho. A gente acha que o mundo está maluco e sonha com sonos jamais despertados antes do meio-dia. A gente tem certeza de que nenhum perfume do mundo é melhor do que a nuca do outro no final do dia. A gente se reconheceu de longa data quando se viu pela primeira vez na vida.

E você me olha com essa carinha banal de “me espera só mais um pouquinho”. Querendo me congelar enquanto você confere pela centésima vez se não tem mesmo nenhuma mulher melhor do que eu. E sempre volta. Volta porque pode até ter uma coxa mais dura. Pode até ter uma conta bancária mais recheada. Pode até ter alguma descolada que te deixe instigado. Mas não tem nenhuma melhor do que eu. Não tem.

Porque, quando você está com medo da vida, é na minha mania de rir de tudo que você encontra forças. E, quando você está rindo de tudo, é na minha neurose que encontra um pouco de chão. E, quando precisa se sentir especial e amado, é pra mim que você liga. E, quando está longe de casa gosta de ouvir minha voz pra se sentir perto de você. E, quando pensa em alguém em algum momento de solidão, seja para chorar ou para ter algum pensamento mais safado, é em mim que você pensa. Eu sei de tudo. E eu passei os últimos anos escrevendo sobre como você era especial e como eu te amava e isso e aquilo. Mas chega disso.

Caiu finalmente a minha ficha do quanto você é, tão e somente, um cara burro. E do quanto você jamais vai encontrar uma mulher que nem eu nesses lugares deprê em que procura. E do quanto a sua felicidade sem mim deve ser pouca pra você viver reafirmando o quanto é feliz sem mim e principalmente viver reafirmando isso pra mim. Sabe o quê? Eu vou para a cama todo dia com 5 livros e uma saudade imensa de você. Ao invés de estar por aí caçando qualquer mala na rua pra te esquecer ou para me esquecer. Porque eu me banco sozinha e eu me banco com um coração. E não me sinto fraca ou boba ou perdendo meu tempo por causa disso. E eu malho todo dia igual a essas suas amiguinhas de quem você tanto gosta, mas tenho algo que certamente você não encontra nelas: assunto.

Bastante assunto. Eu não faço desfile de moda todos os segundos do meu dia porque me acho bonita sem precisar de chapinha, salto alto e peito de pomba.

Eu tenho pena das mulheres que correm o tempo todo atrás de se tornarem a melhor fruta de uma feira. Pra depois serem apalpadas e terem seus bagaços cuspidos. Também sou convidada para essas festinhas com gente “wanna be” que você adora. Mas eu já sou alguém e não preciso mais querer ser. E eu, finalmente, deixei de ter pena de mim por estar sem você e passei a ter pena de você por estar sem mim. Coitado.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Então é assim a vida





Então é assim, você  nasce, cresce e sonha, sonha com um cara divertido que vai te fazer rir em dias comuns, você sonha com uma casa linda com jardim florido.

mas na vida mesmo, o cara está sempre olhando para o lado esperando encontrar alguem melhor, a casa está com a tinta descascando, tem até algumas plantas que você esquece de regar.
na vida mesmo você é a garota complicada, tem problemas para dormir, não consegue se concentrar, e tem medo da solidão.
Na vida que não é contos de fadas, você tomou o caminho errado, escolheu as pessoas erradas, e foi perdendo alguns amigos pelo caminho.
na vida mesmo é você quem corre atrás dos seus sonhos, você se desdobra, você corre, dança, ama, desama, desacelera.
mais quando você abraça ele, esquece de tudo, vocês conversam banalidades, e ele te faz rir, e tem filosofias de vida diferente da sua, sua vida nunca vai se encaixar na dele, ele ergueu muros para evitar se ferir, mas quando ele sorri daquele jeito charmoso, você sorri também e até cantarola velhas canções de amor, você é brega, desajeitada.
na vida mesmo seus relacionamentos fracassaram e você pensa que aqueles sonhos de ser feliz parece nunca chegar, você ta meio perdida, meio achada, tem de tudo um pouco, e de tudo ainda falta,
você tem medos, escreve sobre tolices, canta quando está feliz, chora quando ta triste.
você chora muito,
fala alto
tem bom humor,
é chamada de linda, sorri sem graça,
mais tudo que queria era que a vida se acalmasse, que tivesse mais dias quentes e comuns, que noticias ruins, gente fofoqueira te deixassem em paz.
você é complicada mesmo, tem todos os defeitos e medos, e sonhos, e desejos á realizar.
pois a vida é assim..
você cai, levanta..
se apaixona, é esquecida, é lembrada,
ficam te olhando do vidro quando você vai embora, e você sorri novamente.
o seu despertador toca sempre no mesmo horário, você usa as mesmas ruas, e tem medo da solidão.
porque isso é a vida, e tudo que você consegue ser e aprender´.
é a musica preferida, o perfume pela metade, é o livro, é a viagem dos sonhos,a piada sem graça que te contaram, e a pessoa que você pensa antes de dormir, e não vai  ligar  porque você passou a vida toda se magoando, agora você só quer viver a tranquilidade de um sábado ensolarado.
porque a vida mesmo não vem com manual de instrução, como educar  seu filho para ser um grande homem, como ser amada, isso é livro de auto-ajuda e a vida mesmo não é livro de auto-ajuda.
os relacionamentos não vem com garantia, e você não garante que vai ser a pessoa perfeita, o sim, não garante que vai ser eterno.
E você esta cansada das perguntas sem respostas, cansada, mas sabe, quem sabe exista alguem que nem esteja preocupado com todas as suas complicações, e veja a garota incrível que você é,
depois disto escreva um texto de auto-ajuda e mande para mim, tem dias que preciso desses textos bobos, de receitas prontas.
quando encontrar o tal cara dos seus sonhos me escreva contando como é, porque estou cansada dos caras errados que só me ensinaram a amar errado, e talvez o teu romance dos sonhos, sirva de inspiração, me faça acreditar, que o amor sempre vale a pena.