segunda-feira, 25 de junho de 2012

Depois que a luz se apaga, e se faz silencio pela casa, penso em você






Você quer saber a verdade, estou perdida, é perdida, fico aqui olhando o espaço e me fazendo todas as perguntas que a gente faz quando o tempo está passando e você ta ficando ao relento. 
Porque meus relacionamentos fracassam, porques e por ques sem respostas, mais nas entrelinhas do meu pensamento, eu sei as respostas.
Porque será que está tudo do lado do avesso,
Daí eu junto tudo enfio na mochila e vou andando por ai sem destino, é a única coisa  que faz eu ainda sentir que to   no mundo  é quando o vento corre no meu rosto.
Vou andando errada, porque depositei o melhor de mim, em quem nunca vai estar preparado para ter a melhor parte de mim, essa parte que só precisa de carinho, muitos beijos e conversas tolas sobre sentimentos, sobre o tempo lá fora, se vai chover, fazer frio, se tem alguma coisa na geladeira pra eu cozinhar, e se a temperatura do chuveiro está do jeito que eu gosto. 
Andei pensando talvez eu nem seja tão complicada assim, às vezes o simples assusta, mas que as garotas malhadas, mais sem conteúdo, as garotas que andam na moda, enquanto eu ando por ai na minha moto velha, com os meus jeans desbotados, meus mil sonhos pro futuro, com meus gostos de musica, e meus mil apegos, meus tantos querer, talvez isso também assuste, porque se eu ficar, vou ocupar todo o espaço, pode ter certeza, que vou encher a casa com as minhas tranqueiras coloridas , porque só sei  ser assim, e se não for assim, eu já tenho casa.
Por que não precisa ter explicação certa, eu aqui vou me entendendo, e estou querendo alguém que seja capaz de ser meu aconchego, e me mimar, como eu preciso me sentir única, e não quero ser metade de nada, sobra de nada, ultima opção de ninguém, cara eu sou linda, e inteligente, e vou longe porque eu corro atrás. 
Eu malho como as garotas que os caras acham gostosas, mais eu quero chegar longe não pelas minhas pernas, quero chegar com meus pensamentos, com minhas idéias e minha forma de ver o mundo, minha capacidade de enxergar capacidades nas pessoas, pela beleza que consigo ver na feiúra do mundo, e das pessoas que estão perdidas como você está, porque solidão e quando você tem todos e no fim não tem ninguém para segurar sua mão. 
E eu posso chegar lá sozinha, ou posso chegar contigo, tudo depende do quanto isso vai me  custar, e quanto de mim isso vai levar, tenho mesmo é medo de ter que juntar os cacos que podem ficar depois que voce se for, porque estamos sempre de partida, e partir me deixa mais perdida do quando cheguei aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário