quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011



Não te pedi para ficar, pra sempre, só pedi para que ficasse por algum tempo, mais uma semana, um mês, um ano, não a vida inteira afinal,eu nem sabia ao certo como seria se fosse embora.
As pessoas quando vão embora deveriam nos ensinar, como voltar a vida, sem que as cicatrizes nos machucasse tanto, já li muitas coisas falando de amor, como amar é lindo, profundo, e coisa e tal, mas nunca li receita de como sobreviver a ausência, a distancia, a se tornar desconhecido de quem tanto se amou,mas isto e um malabarismo que aprendemos tão somente, mas as pessoas nunca se vão totalmente, elas ficam, nas lagrimas que choramos pensando no que não deu certo, e pensar que não se foi suficiente para se fazer necessário a outra pessoa, e frustrante, e faz a magoa e incerteza aumentar..
Mas eles permanecem ali, não me perguntem por que, ou como, mas estão ali, para nos lembrar, que saudade, tem cheiro próprio, tem canção, tem sorriso, e tem aquele olhar de quem foi embora e não quis ficar mais 5 minutos, para aquele beijo, aquele toque, que não foi dado, mais eu acredito que se é o fim, tem que ter cara de fim, com briga, palavras que amargaram o relacionamento, distas no calor do adeus, odeio finais pela metade, daqueles com eu te amo, se ama fica junto, ama junto, sofre e aprende junto, comigo não tem desta, que vamos dar tempo, tempo para sofrer na incerteza do se vai voltar a estar presente, a ser amor, a ser juntos novamente.
Assim mesmo que eu não peça para ficar, fique, ninguém e perfeito, pode parecer clichê, mas vamos amar, amar, amar, e amar,não tem receita, formula encantada, tem apenas um homem e uma mulher, que quando se olham e se sorriem, o mundo pode parar, acabar, seja lá o que for, ali tem algo mais, e esse algo mais aquece, aquieta, sossega, transborda, e quando o fim chega, fica a inquietação do olhar, não se olham mais nos olhos, afinal se olharem fica visíveis todo o sentimento, que mesmo depois de anos e muitos adeus, ainda se sabe ser amor.

Iasminny Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário