sábado, 22 de setembro de 2012

Naõ escrevo o para sempre

 
Porque eu conto as historias, mais não escrevo os finais, não escrevo o para sempre, quem escreve o para sempre é quem vive o amor que poesia ou canção nenhuma consegue traduzir, chega perto de compreender, mais não consegue descrever em palavras o amor de quem ama e é amado, pois o amor e um sentimento que modifica os seres humanos, o amor é uma forma nada sutil de tentar preencher espaços no outro que nem em nós conseguimos, e cada um tem sua maneira de se fazer amado
o amor é muito mais que um amontoado de palavras, e o que transborda de nos é que chegar ao outro de maneira calma e singela para não assustar com a quantidade de sentimentos que somos capazes de expressar, mais ao invés disso, chega de todas as maneiras, rápido, arrebentando, explodindo,
são amores tristes, amores impossíveis, amores reais e amores simples e completos, mais de maneira geral é só amor,
Que o amor nos toque , e que consigamos tocar quem amamos, que nossos amores sejam construídos, e que acrescentemos o melhor de nós em tudo. porque ninguém conta a historia de trás para frente, se conta do inicio, para que comece do era uma vez...
o viveram felizes vem com o decorrer da historia, que sejamos capazes de entender o amor em todas as suas nuances..
porque partir é normal.
mais ficar e ariscar todos os sentimentos, isso é sublime.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário