quinta-feira, 30 de maio de 2013

Não é amor

Se fosse para ser amor viria em uma caixa pelo correio com meu nome e meu endereço e só aceitaria minha assinatura.

Se fosse AMOR teria que ter um laço imenso e dentro seria recheado de certezas e compreensão por olhares, mas isso só acontece nos filmes, nos livros de romance barato que ainda insisto em ler, mesmo sabendo o final idêntico aos outros mil exemplares da banca.
Na vida real o cara tem um sorriso lerdo, tem um telefone que não para de tocar.

Ele deveria ser o mocinho da historia, mas não te liga no dia seguinte.

Você vai conhecer ele na balada, vai estar meio bêbada, usando aquela blusa que você acha que te deixa sexy, mais que na realidade apenas te deixa com a cara das outras garotas que também acreditam estar sexy.

Você vai ter que usar seu melhor sorriso se quiser conquistá-lo , e ele com certeza irá rir da sua performance fraca para sedução, e ele irá rir de você dias seguidos, porque garotos com senso de humor são atraentes. É minha teoria e ponto final.

Não será uma musica linda e emocionante que irá fazer você suspirar e lembrar dele, será uma musica ridícula e brega com cara de fim de festa, é festa que queremos né? Ou não é? Ou estamos buscando algo mais? O que seria essa busca?

Então pode ser que dure uma semana, ou dure duas semanas, e se tiver algo mais alem de beijos sem compromisso possa vir a tornar –se uma dessas historias de fim de festa com direito a beijo na chuva , e nada alem disso.

Somos as loucuras que cometemos de vez enquanto, somos essas historinhas verdadeiras, pois os contos de fada não consegue descrever em detalhes aquele olhar de voce é tão linda mais tão linda que eu te amaria se eu não tivesse me apaixonado semana passada pela outra garota incrível. Porque para mim era isso que estava dizendo. Não sou de vidro e nem de plástico barato, não quebramos com as desilusões amorosas, aprendemos a andar adiante e sorrir porque viver é mesmo apaixonante.

E não é necessário fingir que é amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário